von Winning: Alemanha além do Riesling


Imponente entrada da vinícola von Winning na regiao do Palatinado. Aqui também fica o restaurante Leopold.

Imponente entrada da vinícola von Winning na região do Palatinado. Aqui também fica o restaurante Leopold.

Visitei a vinícola von Winning em Agosto de 2015, em um final de tarde muito agradável. Foi durante minha viagem pela região da Pfalz (Palatinado), na Alemanha, e jantamos, eu e o grupo, no restaurante da vinícola, que ficava em frente ao hotel.

O restaurante se chama Leopold, fica em uma construção histórica e tem um pátio enorme, pratos muito bem feitos e serviço impecável. Durante o jantar, degustamos os vinhos da vinícola von Winning, que foram harmonizados com os pratos.

A vinícola von Winning foi fundada em 1849 e é membro da VDP, a prestigiosa associação de produtores alemães, que faz vinhos Grand Cru. A von Winning tem como filosofia fazer vinhos de alta qualidade, que mostrem o terroir, suas raízes. Para isso não usa herbicidas ou fertilizantes sintéticos no vinhedo e evita filtragem e qualquer outra manipulação artificial.

Possui vinhedos ao redor da cidade de Deidesheim, na região de Palatinato e tem vinhedos Grand Cru como Jesuitengarten, Kieselberg e Kirchenstück, de apenas 3,67 hectares.

IMG_3771A vinícola faz vinhos modernos, refrescantes de Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Blanc e Riesling e estes foram os que eu provei:

1. Sauvignon Blanc II 2014

Fiquei surpresa ao provar esse Sauvignon Blanc alemão. Parecia uma mistura entre o típico Sauvignon Blanc neozelandês, pungente e muito aromático e o elegante Sauvignon Blanc do Vale do Loire, na França.

No nariz o vinho tem notas de frutas cítricas, aspargos, grama e pedra molhada. Na boca o vinho é muito mineral com uma salinidade especial; é seco, tem corpo leve e acidez bem refrescante. Delicioso.

2. Sauvignon Blanc I 2014

Fermentado e envelhecido em barricas de carvalho francesas, este Sauvignon Blanc é bem diferente do anterior. Tem aromas defumados, notas de especiarias e ervas secas. É seco, com acidez média mais, álcool bem balanceado, final longo, complexo.

3. Riesling Trocken Ungeheuer Grosses Gewächs 2014

Grosses Gewächs ou GG (no rótulo) são os vinhos Grand Cru alemães. Este vinhedo tem solos vulcânicos, com basalto e calcário.

Este vinho é feito com 100% uvas Riesling de vinhedos Grand Cru. No nariz tem notas de frutas de caroço (pêssego), frutas cítricas (limão) e notas minerais (borracha). Na boca é seco, com acidez altíssima, bem estruturado e com final médio+. É daqueles vinhos que está pronto para beber, mas que aguenta ainda bastante tempo em garrafa.

4. Pinot Noir Violet 2012

As plantas são clones da Borgonha, e aqui tudo é feito com cuidado: a colheita é somente à mão e o vinho passa 18 meses em barricas de carvalho francês, sendo 40% novas, de primeiro uso.

No nariz tem notas de frutas vermelhas (framboesa, cereja vermelha), ervas verdes secas, algo defumado, tabaco e um toque terroso. Na boca tem acidez alta, corpo e álcool bem balanceados e taninos médios. Tem final longo. Ainda jovem, mas com grande potencial de guarda.

A von Winning tem interesse em exportar para o Brasil e tenho certeza que os brasileiros adorariam provar estes vinhos de ótima qualidade e bom preço. Mas enquanto os vinhos não chegam por aqui, aproveite para prová-lo quando viajar ou até mesmo organizar uma viagem para a região do Palatinado e um jantar lá na vinícola.

Boa sexta!

Ale Esteves

Comentários

comments

Leave a Reply