Strauch Riesling Brut: espumante alemão para a #CBE 2


O tema deste vez da Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE) ficou a meu cargo e eu decidi falar sobre espumantes. Para esse post então, escolhi um espumante alemão, de alta qualidade, feito com a uva Riesling.

Visitei a Strauch Sektmanufaktur em Agosto deste ano e fiquei impressionada com a qualidade dos vinhos. A vinícola fica na região alemã de Rheinhessen e foi eleita como “descoberta do ano” pelo guia Gault&Millau. Assim como outros produtores alemães, ele já tem toda sua produção vendida, devido ao grande sucesso e qualidade dos vinhos.

Strauch Sektmanufaktur

Tim e seu fiel companheiro, nas caves da Strauch Sektmanufaktur.

A Strauch está nas mãos de um casal super jovem, Isabel e Tim Weissbach, que modernizou a vinícola comprando equipamentos novos, fabricados na França. Eles só fazem espumantes pelo método tradicional, ou champenoise, com a segunda fermentação (aquela que gera bolhas) na garrafa. As uvas utilizadas são Chardonnay, Pinot Blanc, Riesling, Silvaner, Pinot Noir, Pinot Meunier e Schreube, e a viticultura é ecológica.

Além dos novíssimos equipamentos, eles tem caves históricas, sala de degustação e loja para venda dos vinhos. Vale a pena a visita, se você for à Alemanha.

strauch-sekt

Este outros excelente espumante da Strauch é um rosé feito com Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier, em um estilo oxidativo.

Vamos ao vinho:

Riesling Brut NV – Deutscher Sekt

Dados técnicos: uvas colhidas à mão; feito por método tradicional, sem fermentação malolática, 12% álcool. Passa 30 meses em contato com as leveduras.

Notas de degustação: Na taça o vinho é amarelo-limão pálido e tem finas bolhas. No nariz o espumante tem notas de frutas de caroço (pêssego, damasco), frutas cítricas e frutas verdes (maçã), além de flores brancas, fermento e bastante mineral. Na boca o vinho é seco, tem uma acidez bem alta, com corpo e álcool médio, bem integrados, uma cremosidade deliciosa e um final longo.

Avaliação: Um vinho excelente e ótimo custo benefício (EURO 13,00 na Alemanha). 89 pontos.

Infelizmente este vinho não é exportado para o Brasil e ainda é difícil acharmos vinhos espumantes alemães, mas algumas importadoras tem trazido novidades. O Riesling como espumante não tem as notas minerais de petróleo e borracha, tão típicas desta uva, mas tem a alta acidez.

Boa semana!

Ale Esteves

 

Comentários

comments


Leave a Reply

2 thoughts on “Strauch Riesling Brut: espumante alemão para a #CBE