Franciacorta: o “champagne italiano” para a #CBE 2


Franciacorta

Fraciacorta Bersi Serlini 2005 Brut Cuvèe nº4

Escrevo este post especialmente para a Confraria Brasileira de Enoblogs, ou CBE, que todo mês escolhe um tema para que os confrades degustem os vinhos e postem em seus sites/blogs. Este mês, quem escolheu foi o Gustavo Kaufmann, do blog Enoleigos. Ele recomendou: “espumante feito pelo método tradicional” de qualquer regiao ou preço.

Escolhi o Fraciacorta Bersi Serlini 2005 Brut Cuvèe nº4, um espumante italiano feito pelo método tradicional, em que, assim como nos champagnes, a segunda fermentaçao é feita na garrafa.

Poucos conhecem Franciacorta, mas é uma DOCG (Denominaçao de Origem Controlada e Garantida) italiana e fica na Lombardia entre as cidades de Bergamo e Brescia. O espumante Franciacorta é feito com uvas francesas como Chardonnay, Pinot Bianco (Pinot Blanc), Pinot Nero (Pinot Noir), tem segunda fermentacao na garrafa e fica de 18 a 60 meses em contato com as borras.

Este Franciacorta que eu escolhi é vintage, do ano de 2005, passou 40 meses na garrafa e é feito com 100% uvas Chardonnay.

De aromas leves e frescos no nariz e bolhas finissimas e persistentes no copo, o Franciacorta tem acidez refrescante, final longo e sabores deliciosos, como tostado, fermento e amendoas na boca. Em uma degustaçao às cegas passaria por um champagne, sem qualquer dúvida, mas eu esperava que fosse mais aromático, já que este Franciacorta tem 11 anos de idade.

Eu indico Franciacorta sempre e, a maioria das grandes importadoras do Brasil tem o produto em seus catálogos, como forma de experimentar o que outros países tem produzido de bom, em termos de espumantes pelo método tradicional. Mas pode esperar que, além da qualidade, o preço é o mesmo de champagne também.

Para quem ainda nao viu o vídeo com dicas de espumantes para o ano novo, segue novamente aqui abaixo.

Saúde!

Comentários

comments


Leave a Reply

2 thoughts on “Franciacorta: o “champagne italiano” para a #CBE