A 60km de São Paulo, cave com 180 vinhos, boa gastronomia e serviço impecável. 2


1-IMG_2390

Horta e vista do Bourbon Atibaia Convention & Spa Resort.

Estive no Bourbon Atibaia Convention & Spa Resort no final de semana passada e mais uma vez me impressionei com o serviço impecável do hotel.

Já havia estado no mesmo hotel em 2011 (ótima estadia também) e no Bourbon Cataratas em 2012 (hotel antigo, serviço médio, mas grande diversidade de vinhos argentinos super baratos).

Desta vez vi que o hotel tinha novidades como paintball, aulas de dança, curso de maquiagem e degustação gratuita de vinhos. Eu participei de tudo claro!

 

1-IMG_2315

Aromas frescos nos copinhos.

De acordo com o Supervisor de Alimentos e Bebidas, Henrique Castro, a degustação acontece sempre nos fins de semana de maior movimento no hotel.  Montada em uma das inúmeras salas de convenção do resort, a degustação foi comandada pelo simpático sommelier da casa, Robson e provamos 4 vinhos: um espumante, um branco e 2 tintos.

Além dos vinhos e queijos, o hotel ainda teve o cuidado de trazer ingredientes frescos, direto da cozinha e da horta, para que os hóspedes sentissem os aromas nos vinhos.

1-IMG_2316

Bedin Prosecco Extra Dry, Saurus Savignon Blanc 2012, Saurus Pinot Noir 2011 e Bouza Tannat 2011.

O Prosecco Extra Dry da Bedin abriu a noite e estava delicioso. Seguiu-se por 2 vinhos da Patagônia, Saurus Savignon Blanc 2012 (floral, fresco) e Saurus Pinot Noir 2011 (bons aromas, mas taninos muito fortes ainda).

Finalizamos com uma ótima surpresa: Bouza Tannat 2011 do Uruguai. O vinho tinha cor forte e belos aromas. Na boca, intenso, mas com grande frescor s super agradável. Achei o vinho muito bom mesmo e foi o preferido dos hóspedes participantes. Todos os vinhos na faixa de R$ 70,00, importados pela Decanter.

 

1-IMG_2318

Cave Bistrô no Bourbon Atibaia.

Após a degustação, e com as crianças devidamente integradas na turma da Mônica, eu e meu marido descemos para a Cave Bistrô, restaurante gourmet com adega climatizada com mais de 180 vinhos. A Cave só funciona a noite, não permite a entrada de crianças e tem um menu único com pratos incríveis.

Além da Cave e do Food Court, o hotel ainda tem o Lobby Bar com música ao vivo e um restaurante italiano (que estava em reforma). Taxa de rolha no hotel é de R$ 30,00.

 

1-IMG_2314

Eu e o sommelier apreciando os vinhos da adega do Bourbon.

Na Cave, o sommelier Robson me chamou para conhecer a adega. Brasileiros, italianos, argentinos, chilenos, espanhóis e até Sul-Africanos, tinha vinho para todos os gostos e bolsos. Aproveitando que eu havia ido em um evento de vinhos da África do Sul (relembre aqui), pedi um Raka Pinotage 2009.

O vinho custa R$ 96 no site da importadora Decanter e no hotel era vendido por R$ 98,00. Elogiei bastante, porque pouquíssimos hotéis dão a oportunidade ao cliente de beber vinhos pelo mesmo preço que beberia em casa.

1-IMG_2307

Carré de cordeiro em crosta de ervas para acompanhar o Raka Pinotage.

O menu começou com um ceviche de salmão, seguido por salada de rúcula com tomates assados e queijo de cabra. O prato principal era esse carré de cordeiro em crosta de ervas, com espuma de batata, cogumelos e ervilha torta na manteiga. O carré estava excelente e acompanhado do Pinotage sul-africano, melhor ainda.

O jantar terminou com uma tarte tatin de maçã com sorvete. Depois de tanto vinho, só me restava dormir. Ainda encontrei a Monica e o Cebolinha no corredor do meu quarto, na maior sintonia. Pelo menos, entraram em quartos separados…

Dia 27 de julho ainda haverá o Wine Encontro no Bourbon, com o tema Sudoeste da França. Haverá palestra e jantar harmonizado com vinhos, assinado pelo chef francês Jérôme Dardillac. Eu não vou poder ir, mas se você for, me conte como foi! Saúde!!

 

Comentários

comments


Leave a Reply

2 thoughts on “A 60km de São Paulo, cave com 180 vinhos, boa gastronomia e serviço impecável.